segunda-feira, fevereiro 28

curioso? não!

Partilhar

Lá diz o velho ditado "a curiosidade matou o gato...". O ditado é clássico e verdadeiro. A curiosidade é algo que existe dentro de nós, um mal incurável que raramente nos abandona ao ponto de nem medirmos a ameaça e o perigo. Curioso, não?! Não há solução. A curiosidade é uma praga e faz mesmo parte dos genes dos portugueses atraídos por comportamentos anti-sociais e acontecimentos trágicos. Se há um acidente, se duas pessoas discutem por qualquer motivo, aglomera-se logo à volta uma pequena multidão que acaba por se envolver dando palpites e, por vezes, piorando ainda mais a situação.

Este sábado o mar foi cruel para dois rapazes amigos que se aventuraram nas rochas da Praia de Lavadores em Gaia. Caíram e desapareceram nas ondas revoltas. Desde que o alerta foi dado, decorrem operações de busca, bastante limitadas às más condições do mar. A curiosidade fez com que muitos populares acorressem ao local, parando de propósito os carros para irem espreitar dificultando o acesso e a actuação dos meios de socorro ao local, e detendo a caminhada para dar a sua própria versão dos acontecimentos.

Sendo a curiosidade inata no ser humano, provavelmente não seremos mais curiosos do que outros povos. Afinal deve ter sido por causa da curiosidade que os portugueses se meteram em aventuras além mar, atravessaram oceanos em barcos frágeis e descobriram meio mundo. Mas, provavelmente, andamos a orientar a nossa curiosidade para objectivos que não valem a pena e que não nos levarão nunca a descobrir o bom senso. Como é que se compreende (aqui o link da notícia) que um pai leve um filho de doze anos numa mota de água para junto do perigo? Qual o entusiasmo que os moveu a colocar a própria vida em risco a pretexto da curiosidade?


5 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Não confundir curiosidade (que é saudável) com a cusquice, ainda mais sendo mórbida!

Abraço!

Teté disse...

O ditado é inglês "curiosity killed the cat", portanto essa característica não é portuguesa, mas sim universal...

Também não foi a curiosidade que levou os portugueses a aventurarem-se além mar, mas sim a luta pela sobrevivência e a busca de um destino melhor daquele que os esperava cá na terrinha. E disso poucos falam, talvez para conferir a esses navegadores um perfil heróico... :)))

ψ Psimento ψ disse...

Hmm mas sem curiosidade também não existe conhecimento. É uma característica inata ao Ser Humano e vital. Claro que tem que haver um certo auto-controle e também existem distintos tipos de curiosidade… Um abraço.

Kok disse...

Porque acho que estas 4 pessoas foram irresponsáveis (mais ainda porque levaram uma que é pouco mais que uma criança), deveriam ser punidas.
Porque acredito que agiram por exibicionismo mais do que por qualquer outro motivo e isso levou a que "para além de porem as próprias vidas em perigo" tivessem feito perigar as vidas dos que TIVERAM que os salvar!
Demonstraram uma enorme falta de respeito para com aqueles que "têm a obrigação" de salvar vidas.
Infelizmente são imensas as atitudes deste tipo que todos os anos acontecem.
Bolas!!!!!!!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Houve mita curiosidade, mas também uma grande dose de irresponsabilidade. Digo eu...