terça-feira, outubro 7

divulgação

Partilhar

Renoir - Nutriz

Tudo começa ao nascer. Nosso primeiro acto depois de nascer é sugar o leite materno. Este é um acto de afeição, de vínculo. Sem este acto, nós não sobrevivemos. É facto… É a realidade”.

Dalai Lama and Howard C. Cutler, The Art of Happiness A Handbook for Living.1998


8 comentários:

Patti disse...

Quanto ao aleitamento materno só completamtene a favor, mas andam por ai umas teorias tão conservadoras e ditadoras, que quase parece que quem opta por não o fazer é uma assassina e não merece ser mãe.

De uns idas para cá, que por aqui só se fala em bebés, em bebés, em bebés....

paulofski disse...

Sei lá Patti! A divulgação é no sentido de reforçar o apoio às mães.

É mesmo, já tinha reparado nisso! Provavelmente são reminiscências do passado, em ser criança outra vez!

Patti disse...

Humm, não sei não. E uma menina agora, não era tão querido?

Ai não ligues, não ligues...são devaneios meus, que sempre disse que queria ter oito filhos. E tive, uma que vale por eles.

Gi disse...

Muito francamente ... detestei amamentar; os meus filhos cá estão saudáveis e do melhor que há.
Do 1º amamentei 3 meses e fartinha que fiquei, do mais novo só tive leite para 1 mês, felizmente para mim e para ele, que os nervos e as irritações também deviam passar através do leite.

São motivações e acho que não tenho que ser crucificada por pensar assim.

paulofski disse...

Não Gi, não tens. Eu amamentei o meu filho de biberão com leite materno.

mjf disse...

Olá
Há sempre fundamentalistas...eu amamentei 4 dias...e chegou, bolas que doía....e era desagradavel.Depois passei a tirar o leite com uma bombinha e a colocá-lo no biberon...foi optimo!!!
Os meus anticopos passaram para ainha filha que é linda e saudável..
Nunca tive prblemas de consciência...por nãoa amamentar até aos 3-4 anos!!!~
eheheheh
Mas acho que é mais practico amamentar, do que ter de andar com cuidados de esterilização...

Beijocas

LeniB disse...

Ando mesmo a leste do paraíso!! Só se fala em bébés?
Pois eu não amamentei o que teria gostado, porque o leite desapareceu, era fraco...coisas que acontecem. Porém, recordo de uma palerma de uma senhora me ter dito que, se tinha deixado de amamentar, tinha sido por opção. Nessa altura tive vontede de lhe atirar com o biberão às ventas. Sou a favor deste acto, mas respeito quem não o seja. Afinal temos de respeitar o direito à diferença.
bjs

Kok disse...

Há coisas que só mesmo a mulher é capaz de fazer.