sexta-feira, dezembro 30

porque o calendário assim o diz

Partilhar



O ano volta a mudar. Uhuuu! Não encontro um motivo para grandes festejos. Revi o que aqui deixei escrito no primeiro postal do ano que finda e percebi o quão optimista eu estava. Mesmo refém do meu optimismo, perene, não prevejo nada de positivo, de diferente, para o ano que vem. Pessoalmente 2011 correu-me benzinho, não me posso queixar. Ao contrário das coisas boas que sempre desejamos, o inventário de todos os anos repete-se: fome, violência, desigualdades sociais. Burgueses de barriga cheia que somos, reclama-mos da ineficácia dos governos como sendo o maior dos problemas do mundo. Sinceramente, há coisas bem piores. A vida já está mal como está e, mal por mal, pior do que está não precisava de mudar nada, mas eis que a mudança de ano trás outras reformas, outro saque. Tudo o que nos é imposto é mudar e para pior. Mas, porque mudar de ano não significa absolutamente nada além de uma desculpa para comemorar, então eu vou comemorar. Vou entrar com os dois pés, com o desejo de pelo menos alcançar modestas realizações, para mim e para todos. E que venha 2012, traga novas tonalidades para colorir de vida os nossos anseios e seja realmente um Bom Ano.


5 comentários:

Teté disse...

Feliz 2012 para ti, Paulofski! :)

E sim, às vezes é preferível não estar tão otimista sobre o futuro, que com menores expetativas as desilusões são menores! :D

Beijocas e boa comemoração!

Rui da Bica disse...

Ainda agora passei pelo blog da Teté e aproveitei uma "dica" fantástica !
Vamos ver o 2012 por outro ângulo !
Se tivermos "esperança, saúde, alegria, amor, amizade e carinho", tudo isto de borla !... não seremos todos suficientemente ricos ?
Tudo o resto (material), comparado a isto, nada representa ! :)))

Grande abraço !
.

ematejoca disse...

Também te desejo e aos teus familiares um Ano Novo cheio de Paz, Amor, Saúde e Amizade.

LopesCa disse...

Bom Ano 2012 :)

Rafeiro Perfumado disse...

Não me sinto particularmente optimista para 2012, mas não me posso queixar: tenho trabalho, tenho saúde, tenho os meus familiares e tenho a malta amiga. Assim sendo, vamos lá enfrentar este Adamastor armado em ano de crise! Grande abraço!