quarta-feira, outubro 19

enquanto pedalo

Partilhar

(esta manhã a pedalar pró gabinete)

Nem sempre fui fascinado pelas manhãs. Não pela calmaria que vagueia, própria da madrugada, mas pelo começo da agitação e do burburinho urbano. Enquanto uns ainda dormem, outros correm desesperadamente atrás dos ponteiros do relógio e aproveitam um tempo habitado por noctívagos, sussurros, e brumas. Como gosto de vaguear pelas ruas nesses momentos do dia, seja sozinho ou acompanhado. Tudo é diferente, e ganha uma áurea de devaneio, afinal biologicamente o relógio desperta-me do sono. Aprendi a aproveitar a plenitude soturna das manhãs de nevoeiro. Essa mistura desfocada de ilusão, letargia e frio. Acho que todos já passamos por isso. Nada mais belo que o silêncio do nascer do sol quebrado pelo vento batendo nas árvores. Quando no lugar das folhas, ele bate no nosso rosto também é revigorante. São horas mágicas que até mesmo quando não vividas de olhos abertos são úteis, pois é bom acordar. Melhor, só dormir.


5 comentários:

Teté disse...

Ora aí está uma coisa que não conseguiria fazer: pedalar e fotografar em simultâneo! Quer dizer, até podia tentar, mas o tralho era mais que garantido... :)

Por acaso a minha hora preferida é mesmo a do pôr do Sol. Talvez pela natureza notívaga... De manhã... tenho sono demais para apreciar. Quando estou acordada, isto é! :D

Patti disse...

Excelentes imagens utilizadas.
Também adoro; é tudo como tu falas: despertares por todos os lados.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Gosto das manhãs, principalmente as de fds que são mais calmas. Curiosamente, é ao fds que me levanto mais cedo, normalmente. Mas manhãs de nevoeiro não sou apreciador, confesso...

Kok disse...

Gosto de andar na rua bem cedo quando ainda quase ninguém por lá anda, nas ruas da cidade que conheço bem depois das 9 horas da manhã!
Porque sendo as mesmas são, contudo, diferentes.
Diferentes sons e cheiros.
Gosto!

Rui da Bica disse...

Sabes, caro amigo, que depois de te "conhecer" passei a "respeitar" ainda mais os ciclistas nas ruas do Porto ?! É verdade ! Sempre que vejo algum, todo "artilhado" faz-me lembrar o meu amigo paulofski ! :))
... infelizmente e deves saber isso melhor que eu, ainda há muito condutor que acha que as ruas e estradas são só para carros e não para ciclistas !

Abraço !
.
.