domingo, maio 1

reposte 9 [ser mãe trabalhadora]

Partilhar


Por coincidência, hoje celebram-se o dia do trabalhador e o dia da mãe. Não é por acaso que celebro à minha maneira este domingo junto da minha mãe, que tenho a felicidade de ter comigo. Dedico este poste a todas as mulheres, trabalhadoras por amor e mães por dedicação.


O meu exemplo é a minha mãe, a melhor mãe do mundo. Pela proximidade e identificação com estas mulheres trabalhadoras, e enquanto filho de profissionais de enfermagem, vivi e acompanhei a sua dedicação a tão exigente profissão. Com elas convivo experiências diárias, decorrentes da minha actividade profissional e, de uma ou de outra forma, sinto bastante esta realidade. A cada encontro diário tenho a possibilidade de constatar o que os meus pais sentiam no seu dia-a-dia, as alegrias, preocupações, satisfações ou insatisfações, resultado decorrente dos múltiplos papéis que assumiam no trabalho e em casa.


Ser enfermeira apresentava-se como um desejo de realização enquanto mulher e trabalhadora, assumindo uma profissão, escolhendo o próprio caminho, escrevendo a sua própria história. A Enfermagem é uma opção profissional associada à devoção e dedicação à pessoa, ao próximo, a competências que vão muito para além do cuidar. Ao longo da sua vida profissional, superou diversos desafios, viveu sentimentos de alegria e felicidade, mas também de frustração e impotência diante de algumas condições de trabalho e inevitabilidades. Passaram-se os anos e tornou-se mãe de dois marmanjos. Um momento especial, mágico, repleto de alegrias. Não tardou a surgir a altura de ter de conciliar ser mulher e trabalhadora, nas funções exigentes da enfermagem, com a maternidade. Ser mãe é um evento importante na vida de uma mulher. É realização e completa doação aos seus filhos. É quando os diversos papéis por ela assumidos surgem múltiplos, simultâneos com momentos difíceis, plenos de dúvidas e de muitas solicitações. É um papel especial para qualquer mulher, para mulheres que exercem uma actividade profissional exigente, independentemente da categoria profissional à qual pertençam. Ser mulher e mãe não a relegou somente ao dever familiar e doméstico. O trabalho reforçou a importância que lhe cabia como mulher, a transmissão de conceitos e ideologias na participação activa da educação dos filhos, na valorização dos diversos papéis assumidos, na formação de homens e mulheres, transmitindo bases com alguns valores, conceitos para a educação e para o planeamento familiar. Ser mulher, mãe e trabalhadora comporta uma série de emoções, responsabilidades, sensações e dificuldades só conhecidas por aqueles que convivem com esta realidade.

n.d.r.: Não, não sou eu. O babado ao colo da mãe é o meu irmão, aos seis meses. Por esta altura eu já não fazia nas fraldas!

9 comentários:

Anónimo disse...

Fico deveras emocionado.Mas uma Mãe como a que tens é previlégio divino.Só tenho pena não ter a minha entre nós.

Teté disse...

Ser mãe e trabalhadora nem sempre é fácil, percebo o orgulho que tens na tua mãe, tal como eu tenho na minha, embora ela não trabalhasse fora de casa quando éramos pequenas - tinha sido educada para casar, ter filhos e cuidar da família e da casa, eram outros tempos... :)

De qualquer forma, também estou feliz por a ter comigo neste dia e de ter ido almoçar com ela (e restante família).

Agora uma coisa é certa: vais ter de andar à "pera" com uma série de gente, que alega que também tem a melhor mãe do mundo! :)))

redonda disse...

Sobre a nota final estava mesmo a pensar que era :)

Rafeiro Perfumado disse...

A minha desistiu de trabalhar para tomar conta de mim e da minha irmã, coisa que não esquecerei.

Abraço!

Kok disse...

Às mães, a todas as mães e todos os dias, um obrigado e muitos beijos por serem quem são e o que são.
Felizes os que ainda as têm!
Aos que as não têm, podem recordá-las pelos melhores momentos que com elas partilharam.

1 abraço, pah!

Kok disse...

É o teu irmão?
E tu? não tens fotos desse tempo de colo?

paulofski disse...

Grato pelos vossos comentários.

Já agora a fotografia que está a emoldurar este poste foi tirada na creche do hospital onde a minha mãe trabalhava. Calhou de ser o sortudo do meu irmão.

Fernanda disse...

Teste

Tó (Mano) disse...

Só agora é que vi....fiquei bem na Foto Ah????
Bjs Mãe