segunda-feira, maio 23

é só um pouco mais de azul

Partilhar

A cidade acordou com olheiras
por ter folgado até às tantas
e as varandas da Ribeira
ainda estavam azuis e brancas

lá em baixo até o rio tinha
um tom menos barrento
mas bem na alma era dragão Douro
portista a cem por cento

e tu agora que chegaste
vindo de longe vindo de fora
que festa é esta perguntaste
qual é o santo que reina a esta hora

é só um pouco mais de azul
é só um pouco de euforia
é só um pouco mais de azul
porque amanhã é outro dia
que dia que dia
e é preciso começar de novo

há muito quem beba do fino
e coma em pratos de marfim
a gente primeiro come a relva
e faz a festa no fim

e vai trabalhar sem dormir
como se nada fosse
e até a segunda-feira
tem um sabor agridoce



Os Moderados de Paranhos, foi um projecto de adeptos dos Dragões que editaram em 2003 o single "Só um pouco mais de azul", com letra e música de Carlos Tê. O vídeo foi gravado por mim a partir da emissão da extinta NTV.

Ok, já chega de festejos azuis e brancos. Ficarei a aguardar pelos da próxima época. :-)

7 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Sim, que já chateia... ;)

Rui da Bica disse...

É verdade paulofski! :))
"a gente primeiro come a relva
e faz a festa no fim"
... porque será que "eles" não entendem ? ... :)))

... e a grande diferença entre o "nós" e o "Eu" !

Abraço
.

Teté disse...

Não tenho nada contra a música, mas, no caso, não foi só um pouco mais de azul, um pouco de euforia, que ainda não estou em mim com o vandalismo do que fizeram às barracas da feira do Livro. E não foi só um ou dois gajos bêbados, porque para pôr em causa o certame isso não bastava!

Que comemorassem, carago! Mas a isso não chamo comemoração... :S

Kok disse...

PARABÉNS!
Quer pelos troféus ganhos quer pelos jogos que fizeram.

1 abraço pah!

ψ Psimento ψ disse...

Fiquei contente com a vitória do Porto, mas estou com a Teté. Há muita gente que confunde comemorar com ser arruaceiro e nisso os adeptos do FCP são prós…
Um abraço. Futebol não é a minha praia definitivamente.

paulofski disse...

Pois eu também não gostei nada de ver as barraquinhas da Feira do Livro todas amassadas e partidas. Na altura percebi logo que aquilo não era boa ideia, no entanto sempre achei que a Feira do Livro não se deveria fazer ali. Faria mais sentido ter continuado nos jardins do Palácio de Cristal, local bem mais apropriado a momentos de lazer e de boa leitura. E nunca concordei com aquilo que fizeram à Avenida dos Aliados que agora é cinzenta, fria e sem identidade.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

É um prazer regressar às lides blogueiras, depois de uns dias de ausência e encontrar posts assim, Paulo.
Não pude ver a final da Taça, perdi um grande jogo.
Bibó Porto, canudo!
Abaço
( Não foste atacado pelo "vírus" do blogger que não deixa fazer comentáriso em muitos blogs)