sexta-feira, dezembro 10

comensal

Partilhar


Uma mesa vazia parece expectante, rectangular, fria. Qualquer coisa pode acontecer ali. Um reencontro, uma conversa, uma celebração. Uma toalha de linho segura a mesa àquele lugar, quente, àquela sala, para que algo aconteça. Uma refeição, um copo de vinho, um café. E é em torno da mesa de jantar que os convivas se reúnem em convívio por estas noites. O gosto pela boa companhia, pela boa comida. Os amigos. A celebração da vida. Já se disse que quando se come se inicia uma viagem. Nada melhor
nesta época do ano do que juntar todas essas coisas numa viagem gastronómica pela alegria, pela boa disposição e amizade confraternizadora.

Bom fim-de-semana.


5 comentários:

Teté disse...

E se não fossem esses momentos de alegria e convívio, em torno de uma mesa ou não, não seriamos todos autómatos, mecanizados, a cumprir apenas horários e obrigações?! ;)

Bom fim de semana!

Gi disse...

Desde que o meu pai morreu, que perdi o gosto pelo Natal.
Aguardo agora que a minha família mais próxima se renove com rebentos, para ver se me volta o espírito.

paulofski disse...

É como bem diz a Teté, Gi. O Natal pode também servir de pretexto para uma reunião de amigos, de velhos amigos de infância que já só revemos por estas alturas, uma reunião de colegas de trabalho fora dos horários de expediente, num convívio são e alegre à volta de uma mesa.

Kok disse...

Uma mesa posta e comida na mesa é sempre um bom pretexto para juntar amigos e/ou familiares.
Certamente isso não será possível para toda a gente, mas seria o desejável fosse ou não Natal!
"Imagine all the people full of joy and happiness..."

Akele abraço pah!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Durante o fds a minha mesa foi bem diferente. Estive a trabalhar!