segunda-feira, dezembro 7

tck tck tck... chegou a hora

Partilhar



“Se todos conseguirmos fazer do nosso pequeno canto, um mundo melhor, ele vai reflectir-se no mundo dos outros”...

Escreveu aqui a Patti há dias, comentando assim o post "quem sabe um dia"… Permite-me que recorra às tuas sábias palavras para emoldurar esta minha pequena participação na campanha pela justiça climática. O pouco que todos os dias pudermos fazer por ele, pode certamente melhorar o mundo de todos.



7 comentários:

Vani disse...

Permite-me fazer de advogada do diabo com a seguinte reflexão... :D só sabemos aquilo que nos é dito, certo? Nunca tivemos acesso a dados que nos comprovassem, a nós, que existe de facto uma alteração climática. Não vamos dizer que não existe, porque está claro que existe e que parte da responsabilidade cai nos ombros do ser humano...mas é só uma parte. As alterações climáticas são, antes de mais, naturais e cíclicas. Daí que, vamos reflectir um pouco sobre o alarmismo crescente que tem vindo a ser feito e com o qual alguns ganham umas quantas maquias de dinheiro (o ambiente rende!)...ou em prol do qual alguns grupos cometem algumas atrocidades, jogando-nos areia aos olhos (sim, o greenpeace, que no fundo são terroristas, mas mais especialmente a PETA, suposta defensora dos direitos dos animais que pretende que um animal está melhor morto do que nas mãos de alguém...).
No seguimento disso tudo, está o quê? Um tratado. Logo depois do Tratado de Lisboa, que nos coloca cada vez mais perto da criação dos Estados Unidos da Europa, um sonho político que vem desde o final da 1ª guerra mundial, julgo. E, agora, com o ambiente como pano de fundo, o tratado de copenhaga... será mesmo o ambiente o verdadeiro pano de fundo deste outro tratado?...

Não quero de modo algum dizer que é isso que se passa porque, no que me diz respeito, não sei. Não estou lá para ver...não estou na posse de informações directas, apenas do diz que disse...

Mas, não é caso para pensar?...

E, será que se consegue mesmo travar as alterações climáticas?... Lamento, mas não acredito nisso. Acredito na consciencia civica e no papel de cada um em tornar este mundo um mundo melhor, mas não tenho ilusões, pois a parcela natural dessas alterações, derivadas das erupções solares que o Sol tem vindo a experimentar, não poderemos nunca controlar...tal como os dinossauros não puderam controlar a queda do meteorito e a era glacial que se lhe seguiu.

Anónimo disse...

Dear blog moderator: Hello!
Dear friends: Hello!
I am a friend from Taiwan is very pleased to find your blog, I also very much like your site content and articles, in addition I have added to my favorites, is there the honor and opportunity to your blog Friendly exchange of times?
If you have already joined, please send a letter to my mailbox, I offer my site name and URL, but also want to browse and exchange information regularly ︿ ︿ Oh, thank you!
Site Name: seo
Website: http://seo.ao.com.tw
E-mail: ericpme0615@gmail.com

Vani disse...

Ps - há fontes que confirmam que o aquecimento global não é provocado pela acção humana. Não há tantas fontes assim a dizê-lo, e mesmo essas só chegaram a uma conclusão viável: existe um aquecimento global.

O que não existe como facto comprovado, é a relação actividade humana/aquecimento global. Apesar do que o Al Gore diz...para um como ele, existe outro que afirma o contrário...

Espreita aqui: http://so-me-apetece-cobrir.blogspot.com/2009/12/ambiente-2-farsa.html


;-)

Teté disse...

Independentemente de ter algumas dúvidas semelhantes às da Vani (e, já agora, às do Bruno), gostei do vídeo e acho-o muito bem feito!

Beijinhos e resto de bom feriado!

Sandra. disse...

:))

é bizinhu, se cada um alterar qq coisita, já ajuda em algo, eu confesso q já alterei alguns hábitos, mas n todos...espero mudar mais alguns.

xinhinhus pa tu da lua

Gi disse...

E como já deves ter reparado ... está mas é na hora de os ricos dizerem aos outros o que é que devem fazer por eles, porque eles não têm tempo ... têm que continuar a ficar ainda mais ricos...:(

Patti disse...

Vamos ver...se ainda vamos a tempo.