terça-feira, novembro 24

ah, sua vaidosa!

Partilhar

Para além da grande beleza que o nascer e o pôr-do-sol teriam no horizonte, a humanidade e qualquer outra forma de vida nunca teria existido se a Terra tivesse uma cintura de anéis como tem Saturno.



Não sendo claro se cientificamente esta recriação estaria correcta, é apenas uma curiosidade e uma simulação animada bastante interessante. Os anéis rodeariam o planeta sobre a linha do equador e, dependendo da latitude do observador, proporcionaria magníficas e deslumbrantes imagens celestes combinadas com paisagens de várias cidades do mundo. Poderemos imaginar os anéis nos céus de Paris e do Rio de Janeiro, sobre o Equador, como bela seria a noite de Nova Iorque. Nos cálculos foram levados em conta as proporções correctas dos anéis, os ângulos de visão e o limite de Roche, que define em parte a que distância os anéis poderiam se situar na órbita terrestre. É uma obra de Roy Prol acompanhada magnificamente com a belíssima Ave Maria de Schubert.

“Por ti vou roubar os anéis de Saturno”, seria então uma declaração de amor já fora de moda!


Se houvesse degraus na terra e tivesse anéis o céu,
eu subiria os degraus e aos anéis me prenderia.
No céu podia tecer uma nuvem toda negra.
E que nevasse, e chovesse, e houvesse luz nas montanhas,
e à porta do meu amor o ouro se acumulasse…

Herberto Helder

Ao ritmo que se produz lixo espacial não deverá demorar assim tanto, não acham?


6 comentários:

Teté disse...

Gostei do vídeo e desses supostos anéis em redor da Terra, a lembrar arco-íris permanentes, mais brilhantes e menos coloridos.

E já agora, da música e do verso também! :)

Beijocas!

Gi disse...

Se a Terra tivesse estes arcos, vulgo anéis, desatava a dançar o Hoola-Hoop e era uma alegria!

Vera disse...

Música maravilhosa :-)

FM disse...

Não achava, mas passei a achar, claro. (risos)
Abraço.

Vani disse...

Bem, se tivessemos esses anéis, já não nos maravilhariam porque já não teriam capacidade de nos surpreender. Seriam algo tão normal que depressa esqueceriamos de parar para os admirar, como fazemos com tantas outras maravilhas no mundo.

Altamirando Macedo disse...

Nossos anéis estão se formando com o lixo que mandamos para o espaço e não formará arco-íris.O que pode, de belo, acontecer é despencar pedaços sobre nossas cabeças, no Rio de Janeiro,Lisboa ou París.Com certeza, alguém fará um pedido romântico olhando um destes pedaços riscar o céu com sua luminosidade. Infelizmente.