terça-feira, outubro 21

preso num momento

Partilhar

Deixa lá que vai passar. Não estejas assim, vai passar. Dói mas é dor passageira. Parece que não dá para aguentar mas és forte. Parece que tudo vai descambar, mas não cais. Dá vontade de soltar um berro e acaba saindo tudo em palavras de amizade. É mesmo assim. Agora está difícil mas no fim destas linhas tudo será passado. Arde e depois passa. Como um navio lá longe no horizonte, que agora está ali mas daqui a pouco quando se voltar a olhar para ele já estará mais adiante. Ter, perder e voltar a ter. Tem que se ter coragem, olhar bem no fundo dos olhos, ouvir uma coisa indesejável mas que tem que ser dita. Tem que ser ouvida. A vida é mesmo assim. Perdemos, levamos um murro no estômago, caímos, levantamos, passamos para trás e seguimos em frente, Tudo passa. A montanha está ali, alta e íngreme. Vamos lá subi-la, vamos sentir o frio lá em cima, vamos sentir o cansaço pelo desafio. Ninguém vai querer desistir porque a vontade é forte e porque depois do topo ela já não é mais montanha, diminui e fica para trás. Vamos ser felizes e continuar o caminho, andando. Vês, já passou...

8 comentários:

Paulo Tomás Neves disse...

Já passou :-)
(agora já sei para onde foram os parafusos que me faltam)
Abraço e boa semana

Patti disse...

É difícil, eu sei. Mas não se deve levar mais a sério do que foi. A Nota e o resto estavam lá, tudo bem explicadinho. Eu li.
Só não viu quem não quis. Quem foi cego.

Ninguém levou um murro, ou caiu e muito menos precisa de se levantar.
E o caminho continua exactamente o mesmo de sempre, não mudou de lugar.
A montanha em nada se alterou.

Beijinhos e passa bem a semana.

Vekiki disse...

Mas às vezes a dor não passa. Deita-se conosco e acorda-nos, matreira, como quem diz (Não te esqueças que estou aqui". Ando numa fase dessas, de dor intensa, brutal, sem que a razão me ajude no que o coração me mergulha. A tristeza, a solidão, a vontade de parar e não voltar a andar. Espero que passe, tento que passe, não tenho cantado de manhã...

Ka disse...

lá, ó faxabôre...

Estou como a Patti, basta ler-te com a atenção que mereces e percebe-se logo!

Mas olha, já passou e aqui estamos para te lere para caminhar contigo :)

Beijinho grande

Safira disse...

Eu deixo-te só um beijinho, que não sei bem o que se passa e não gosto de inventar sem rede.
Espero que fiques bem...

paulofski disse...

Ah, já agora, as fotografias são todas minhas!

Fiquem bem.

LeniB disse...

Está-se-me a escapar qualquer coisa!! Também não admira...além de distraída ando meia fugida da blogocoisa!!
bjs
Já passou, mesmo?!?

Sunshine disse...

Estou como a Lenib, não sei o que deu origem a este teu desabafo, espero que já tenha passado e estejas mesmo bem.

Apenas te digo que essa sensação se adapta perfeitamente a muitas situações, a mim então enfia que nem uma luva ... mas já está passando ... doi mas passa, fica apenas uma lembrança, boa/má, ainda não decidi ... mais tarde a frio logo vejo ... Obrigado, soube-me bem ler-te :)

Já passou???

Bjinho