terça-feira, julho 22

dez a fio

Partilhar

Vou fazer de conta que também estou de férias (difícilllll), largar por uns instantes as minhas obrigações profissionais, e responder ao desafio (difícilllll) da Patti. E não fez a coisa por menos, são logo DEZ! Terei que nomear 10 situações das quais retiro prazer mas no fim deixam-me um travo de culpa (difícilllll).

Tá bem, assim de repente…vai já esta situação: revelar o prazer que sinto no preciso momento e local onde me encontro a responder ao desafio, em vez de estar a fazer algo de “útil para a sociedade”, onde é que eu já ouvi isto! Que querem, é a preguiça! É que estou mesmo sem nenhuma vontade em cumprir o meu serviço, mesmo sabendo que mais tarde estará acumulado.

A seguir? Bem, a seguir que mais haverá. Por mim, a anterior seria mais que suficiente. É nota dez. Não? Olhem que me está a dar imenso prazer em fazer de conta, a sério! Não! Sendo assim vou também sentir um poucochinho de culpa para que seja válida, pode ser?

Sabem onde eu gostaria de estar? Neste preciso momento? Eu queria mesmo era estar deitado na areia, numa daquelas praias paradisíacas, bem relaxado e sem protector solar porque não gosto nada de estar besuntado. Deixar-me adormecer ao som das ondas a sentir o calorzinho do sol na pele. "Ó Paulo, tens que por um creme, tu já viste como estás, vermelho que nem um pimento!" É bem feito, por ter sido casmurro e, mesmo assim, acabar besuntado por um creme hidratante.

Triiiimmmmm… Acordo do meu sonho! "Estou, o Paulo! Ele não está, saiu e deve demorar!" Olha-me para este, a querer que eu interrompa o meu momento! E vocês não fiquem com a ideia de que prego esta mentirinha muitas vezes, não! Mas esta até que me deu um imenso gozo. Será que vou ficar com remorsos? Não faz mal, depois eu ligo-lhe.

Bem, voltando ao assunto do desafio, e para que fique desde já registado, não o vou passar a ninguém. Dá-me um enorme prazer aceitar e responder a todo os desafios mas tenho por princípio não os reenviar. Pode ser?

Costumo perder horas a fio à frente do monitor, mais por trabalho e menos por diversão. Em qualquer dos casos, um gajo até perde a noção do tempo que fica ali sentado a dar cabo dos olhos. Bem sei que devo reduzir esse tempo, mas às vezes o interesse e a necessidade levam-me a exagerar.

Sou um guloso por natureza. O peso, esse foi aumentando progressivamente na mesma medida em que aumentou o peso na consciência. Bem tarde descobri que o exercício físico é mesmo recompensador. Se por um lado permite-nos sentir melhor, refortalecer e tonificar o corpo, por outro permite que continue a pecar pela gula.

Quando dou por mim estou a roer os sabugos dos dedos. "Eh pá, nunca mais me livro disto!" Bem pior seria se ainda roesse as unhas, mas desse vício já me livrei. Lentamente vou retirando o excesso à volta da unha e só paro quando sinto na pele que fui longe demais.

Coloco um CD na aparelhagem, subo o som bem acima do limite máximo permitido por lei aquela hora da noite, fecho os olhos e embrenho-me nos sons de guitarras e vozes roucas. Coitados dos vizinhos, mas agora é a minha vez.

Até que não foi tão “difícilllll”. A princípio nem imaginava encontrar duas das situações pretendidas para responder ao desafio proposto. Agora que está terminado confesso que até foi muito interessante procurar estas situações e assim tirar prazer em as revelar. Pena tenho é de quem teve a pachorra de ler todo este relambório até ao fim. Paciência.


14 comentários:

Magnolia disse...

Às sete para as cinco, aconteceu a revelação mais curta da história do sensual Edifício Magnólia. Queres espreitar?

FM disse...

Phone-Ix. (risos)
Vou tentar passar mais tarde. Passei para te deixar um Abraço.

Patti disse...

Pois eu tive paciência para ler.
O menino balda-se ao protector solar??? Nunca pensei, um rapaz tão responsável a dar esses exemplos ao filho.
Ah e quem é que não gosta de por o cd aos altos berros?
Ai o pecado da gula! Tb padeço, ai pois padeço.

Ok, safaste-te bem.
'Tás perdoado do creme da praia, mas nestas férias vais comprar o factor 30, ok?

Beijinhos, Patti by net-café.

paulofski disse...

Magnólia, se assim é espreitarei com todo o gosto mas a horas mais próprias, pode ser?
Grato pela visita.

OláFrancisco, passa sempre, nem que seja para um abraço.
Abraço.


Olá Patti. Deixa estar que o morenaço do meu filho até goza comigo! Factor 30!!! Acho que já me compraram um de 50 ou quê! Isso é que é devoção, levantar cedo e visitar os blogovizinhos. Hoje está um dia nublado e anafado por cá.

Beijinhos e continuação de boas férias.

liamaral disse...

Munto protector se faz favor a si e aos seus, tá!! O sol em demasia faz mal á cabeça e a outras coisas!!

:) Beijinho

paulofski disse...

Que coisas?

:) Beijinho

Rafeiro Perfumado disse...

Meu caro Paulofski, depois do comentário que deixaste no meu blog, nem que tu postasses aqui uma dissertação sobre a infância do Sócrates, mais precisamente o período entre o largar as fraldas e voltar a fazer porcaria mas desta vez nas calças, eu deixaria de ler sofregamente as tuas palavras. E estou contigo, os desafios tornam-se engraçados mas convém ir existindo uns quantos travões, ou a blogosfera virava um enorm carrossel de desafios.

Grande abraço!

paulofski disse...

Pois não esperas pela demora Rafeiro. A minha próxima dissertação vai ser sobre uma espécie em que o dito cujo primeiro se enquadra na perfeição. Quanto aos desafios encar-os como alternativa aos dias de menos inspiração para pastar... rhumm rummm... postar.

Grande abraço.

ps: esse mail foi muito bom.

ψ Psimento ψ disse...

Gostei de ler, até porque cheguei ao fim e percebi que o desafio estava comprido e não foi de forma nada especifica. Já respondi a esse desafio no blog d alguém julgo eu. Mas é sempre bom reencontra-lo. Obrigado pela passagem no meu cantinho um abraço.

LeniB disse...

Também fui apanhada pela Ka!!! Ainda não consegui pensar em duas coisitas, quanto mais em dez!!!
Vou palmar a foto...posso??? Talvez me ajude a pensar!!!!
bjs

paulofski disse...

Grato também pela visita Psimento, volta sempre. Abraço.

paulofski disse...

Parece difícil mas o que custa é começar e quando dá-mos por nós já temos uma dúzia de coisitas pra dizer.

Hummmm... podes Lenib.

Beijinhos

mariam disse...

pois... pois... também passei p'lo mesmo! rsrsrs
mas "safou-se" muito bem!

um sorriso :)

Safira disse...

Paciência? Não só tive paciência, como até me recostei para trás, para apreciar melhor...
Não acho nada bem é que roa as unhas! E do panarício, já ouviu falar? Então continue...mas depois não se queixe! Aquilo doi como tudo!
Beijinhos