segunda-feira, julho 19

como um girassol

Partilhar



Por estes dias mais acalorados, e até mais do que é costume, pedalar tem sido a minha praia. Não é que não goste de praia, adoro, mas porque quem conhece as praias do norte, a sua característica nortada e a água fria desmoralizam qualquer um, principalmente quando só se pode ser um banhista pós-laboral. E mesmo aos fins-de-semana, a vontade de se começar a manhã com uns banhos de mar e de sol, nem sempre combinam com a disposição de apanhar com um mar de gente a correr, a gritar e atirar areia para os meus olhos. Só que a manhã de Sábado passado esteve perfeita, o sol não estava abrasador, corria uma brisa suave e fresca e a água do mar estava apetecível. Assim, e depois das minhas pedaladas matinais, resolvi ir almoçar à beira mar com a melhor das companhias e passar uma tarde esplendorosa, entre as rochas da Praia dos Ingleses. E, meus amigos, se houve dia de praia que me soube pela vida foi esse, mas que irá ficar indelevelmente marcado na minha pele por uns tempos.

É típico nos ciclistas e não só. O meu tom de pele era aquilo que se pode chamar chamar de "um moreno à ciclista" ou "à trolha". Exibe uma gradação multicolor, um sexy degrade marrom, em que as partes mais escondidas preservam o tom de pele natural, alvo como um copinho de leite, enquanto as partes mais expostas aos raios solares exibem um saudável bronzeado. Convenhamos que mais parecia um arco-íris, e que quando exposto aos olhares dos frequentadores da praia, principalmente do mulherio, até imaginava os comentários e sorrisos que se soltavam ao vento. Seja como for, deitei-me na toalha, de papo para o ar e, teimosamente fui adiando as besuntadelas com camadas de protector solar. Volto-me de barriga para baixo e, embalado pela areia morna, pelo som das ondas do mar, cada vez mais baixo, cada vez mais distante, acordo minutos mais tarde com as costas e os ombros escaldados, tão dourado que nem um reluzente camarão grelhado! E agora, só para aprender a não me deixar escaldar com este tipo de coisas, vou ter que comprar um protector solar, factor pr’aí de 350 ou mais, e deixar-vos a adivinhar:

Qual é coisa, qual é ela que é redonda como o Sol, tem mais raios do que uma trovoada e anda sempre aos pares?

9 comentários:

Si disse...

Disoderm Gel - posto no frigorífico e tudo! - alivia as maleitas dos escaldões a qualquer camarão militante...
Eu própria também fui protagonista dum episódio desses e resulta, ó se resulta! :D

P.S. - Será uma bicla??

Gi disse...

O sol, pelos vistos, é que girou à tua volta.
Bem feita, que eu ainda não consegui ir à praia tanto é o vento, coisa que detesto.



PS.: Rodas de bicicleta?

Sandra. disse...

:))

Bizinhu, CALLADRYL pa cima, faz milagres :) pálém craro de umas massagens, hum?? caxas?? o meu gajo num simporta nadinha memo, té vem na hora dalmoço a casa para q EU lhe coloque LOL vocÊs gajos soindes mazé uns piegas do catano, fikam um cadito mais bermelhuscos e "aijajusqueboumerrer!...tsssssssssssssssss

besuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

nb - tou c a Gi, as rodas da bicicreta :))

Rafeiro Perfumado disse...

Eu não vi as respostas delas, mas aposto na roda de bicicleta... Quanto ao teu escaldão, podes sempre argumentar que foi obtido a trabalhar no campo. Eu cá prefiro muito mais a denominação "bronze à lavrador"...

Abraço!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Devias ter feito como eu, que só fui para a beira mar ao fim da tarde. Acabei por me vir embora, porque o frio era tanto, que não se aguentava.
Quanto à adivinha, aposto nas rodas de bicicleta. Pelo emnos, olhei para a minha e bate certo...

mjf disse...

oLÁ
Aos rodas da bicicleta???
Quanto ao teu escaldão aplicaa " Reumon Locão "!!
Venda livre na farmacia.

Para a proxima não trates evita-o :=)))

Beijocas

FM disse...

Gostei! Principalmente das "cores" do ciclista "sem roupa"... (risos)
Vais ficar assim no Sudoeste, mas a andar a pé, e a pé, e a pé, e a pé... (risos)
Abraço.

Kok disse...

Nada como um nu integral, pá!
Fica tudo numa cor homogénea (excepto a zona encolhida).
Só tens que ter o cuidado de estar atento aos invejosos.
(que agarram tudo o que vêem).

Abraço, pah

paulofski disse...

Já estou melorzito, obrigado. O tratamento deu resultados e agora só me resta ter mais cuidade e aguardar pela inevitável esfoladela como um réptil.

É verdade, adivinharam todos. São as rodas de bicicleta. Parabéns.