segunda-feira, junho 7

os avós

Partilhar



Dizem que os avós estragam os netos de mimos e que os deseducam ao satisfazerem os seus eventuais caprichos, contrariando as vontades paternas! A educação cabe aos pais mas normalmente é aos avós que os filhos entregam um "troféu", com um sabor especial a compreensão, a paciência, a carinho, já que a disponibilidade dos avós é diferente da que tem quem chega a casa fatigado de um dia de trabalho e de preocupações.

Com os avós aprendemos a ouvir, a fazer, a entender. Eles têm sempre tempo e o desejo de nos contar histórias, de nos ensinar através da sua sabedoria e experiência. Para eles é um sentimento maravilhoso, é como estar a viver duas vezes, com os filhos dos seus filhos, dando continuidade aos valores e princípios, o mesmo legado que receberam no seu tempo de netos.

Para as crianças, os avós são a inesgotável fonte de carinho. Eles proporcionam os extras que os pais não podem dar no momento. Oferecem tempo, atenção, protecção. Novos ou velhos, com ou sem cabelos brancos, o seu olhar será sempre de contemplação e orgulho, acompanhado por um sensato balançar de cabeça, de um lado para outro, e de um sorriso sem fim.

Tem dedicatória aos avós mais amorosos do mundo.


6 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Os pais seriam uns avós excelentes, se tivessem tempo! ;)

Abraço!

Almeida (pai) disse...

TENS MUITA RAZÃO EM TUDO OQUE DIZES,OS NOSSOOS NETOS SÃO SEMPRE A COISA MAIS LINDA QUE VEIO AO MUNDO,OU NÃO FOSSEM PARTE DO NOSSO SANGUE.

UM ABRAÇO

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E que saudades eu tenho dos meus...

Sandra. disse...

:)

Tb tenho uma sódade daquelas dos meus avós...

Os paternos ainda conheceram dois bisnetos, q pracasu fui eu q lhes dei :))) Se ainda estivessem entre nós agora já seriam 3 quase 4, pois vem aí mais uma, prevista para o dia 26 deste mÊs :) uma francezinha :))

besuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

nb - Para o rafeiroso: - ó meu saco de pulgas, n é bem assim, são mais os pais q se recusam a ter tempo para dar aos filhos coutra cena, convence me do contrário se fores capaz ! ÓBEBIO q há excepções.

Teté disse...

Concordo com o Rauf! Mas enfim, talvez um dia sejamos esses avós que os nossos netos se recordarão para sempre, como nós lembramos os nossos... :)

Adorei a fotografia!

Beijocas!

Gi disse...

Eu não tive muita oportunidade de privar com os meus avós; quanto aos meus filhos, foi só mesmo até aos dois anos.