terça-feira, novembro 25

o poste que está reservado para quando não há poste!

Partilhar



Nós, os seres humanos, homens e mulheres, somos mesmo uns animais muito estranhos! Podemos ser muito diferentes uns dos outros, ser brancos, mulatos, pretos ou amarelos, altos ou baixos, gordos ou magros, olhos diferentes, com cabelos escuros ou claros e mesmo cobertos de pêlos e de sardas. Vestimos das mais variadas formas, comunicamos das mais diversas e curiosas maneiras, mas será que não há nenhum outro animal que possa “concorrer” com o Homem? Que outro animal ou criatura é capaz de mentir, de amar, de trair, de odiar, de amar e depois odiar, de beijar, de ter muitos outros comportamentos estranhos? Os humanos são muito diferentes, e sem dúvida, também muito estranhos. Tal como alguns animais, temos hábitos mais ou menos estranhos: arrotamos, coçamos, bocejamos, peidamos, dormimos, sonhamos, roncamos, rimos, brincamos, jogamos, ficamos velhos, carecas, gordos, sentimos, suamos e cheiramos mal. Lutamos por ganância, por ódio ou pura vingança. Lutamos por um par, dizendo que vai durar para toda vida e não dura nada. Os animais lutam pela sobrevivência e também pela necessidade de um par, mesmo que não seja a vida inteira.

"O Homem não é o único animal que pensa, no entanto é o único que pensa que não é animal."


9 comentários:

Vekiki disse...

Certo!
tem um bom dia :)

Patti disse...

O problema está em ser o único racional.

ines disse...

Uns mais que outros é um facto!

Gi disse...

E quem escreveu isto é um animal que não pensa que não é um animal.
E esta animal gostou de ler.

liamaral disse...

Somos sem dúvida animais, armamo-nos é em parvos, de vez em quando!
Gostei de te rever ontem!
:) Beijinho

Por entre o luar disse...

Beijinhos e sorrisO*

Rafeiro Perfumado disse...

Porque é que achas que prefiro pensar que sou um rafeiro?

Abraço!

DANTE disse...

Andamos a brincar á inteligencia faz tempo , mas estamos longe de sermos verdadeiramente inteligentes. Estamo na fase presunçosa ainda.

Um abraço

Pedro Barata disse...

Totalmente de acordo com o que disse o Dante!

Um abraço