domingo, agosto 17

praia deserta

Partilhar Eu quero uma casa
Onde possa estar
Uma casa colorida
De alegria e de vida









Também quero um jardim
Cuidado por mim
Onde possa cultivar
Flores trazidas pelo mar







E ver a maré cheia
De sonhos de criança
Onde castelos de areia
Fortifiquem a esperança











Nem ave nem saudade

Ao longe se avista alguma
O mar tece a sua vaidade
Em bordados de espuma




















Ali, entre ondas e algas
Vive uma rocha cansada
De sentir frias as vagas
Rastros da vida passada









Na brisa veloz que passa
Renasce o desejo
Sonho que vive e laça
Fugaz como um beijo












Bem perto do mar
É lá que quero morar
De porta aberta
Numa praia deserta





























Praia da Madalena e
Canide Sul

V. N. Gaia

16/08/2008

6 comentários:

D.Antónia Ferreirinha disse...

Muito bonito.
Beijinhos e continuação de boas férias.

mjf disse...

Olá!
Praia com aspecto dificil de ver nesta altura do ano :=)

Beijocas
Boa semana de férias

Patti disse...

Ai que até me fizeste chorar!

Oh rapaz, pega na famelga e foge para o litoral alentejano!!!

Carla Sofia disse...

Bonita sequência de imagens e palavras.
CSofia

Antunes Ferreira disse...

Coisas bué da fixe!!! (Aprendi com os meus netos...) É uma composição excelente. Quando me visitas no www.travessadoferreira.blogspot.com?
E qual é o teu IMEILE? O meu: ferreihenrique@gmail.com?

E já pensaste em comprar o «Morte na Picada»?
Não te esqueças.

Espero-te na travessa, salvo seja

Abs

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu